Fundado em 16 de abril de 1932

...Macaé, ano I, Nº 29 - 11 a 18 de agosto de 2006
Não perca o Caderno R. Cultura, Educação e Entretenimento. Exclusivo para O Rebate on Line
Colunistas
Adriano Benayon
Almir da Silva Lima
Ana Cristina Gama
Andrei Bastos
Angela Maria
Antonio R. Nóbrega
Carolina Oliveira
Ceci Juruá
Ciro Campelo
Cristina Vieira
Daniel Felipe Matos
Denise Barreto
Denise Calixto
Edson Monteiro
Farduim
Fabiana Madruga
Giulianna Medeiros
José Milbs
Langstain Almeida
Leandro Domingues
Letízia Borges
Lúcio Aguiar
Manoel Barbosa Filho
Marcel Silvano
Mariana Gama Soares
Marly Santiago
Milton Nunes Filho
Moctezuma Pinto
Monique Cruz
Patrick Francisco
Rodrigo Costa
Rui Nogueira
Vanessa Gonçalves
Vera Lúcia Gama
 
Ache seu imóvel!
 
Paisagismo

A IMPORTÂNCIA DO PAISAGISMO

Daniel Felipe Matos

Podemos dizer que, hoje, somos testemunhas oculares de um pico de desenvolvimento em nosso município. Indicadores sócio-econômicos apontam Macaé como APL (Arranjo Produtivo Local) no setor de petróleo, como um dos maiores participantes (porcentagem) do PIB na Região Norte Fluminense, teve uma honrosa posição no Índice de Carência (Estudo realizado pelo CIDE), como o sexto município menos carente nos setores de educação, saúde e habitação (dados de 2001), além das mudanças ocorridas na própria infraestrutura da cidade nesses últimos anos.

Entretanto, já é sabido de todos, que nem sempre modernização e natureza andam a mesmos passos. E é onde o paisagismo destaca-se como fator imprescindível e fundamental. Um exemplo de um projeto bem sucedido em uma região antes inóspita é , um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro, o Aterro do Flamengo, projetado por um dos maiores, senão o melhor paisagistas brasileiro, Roberto Burle Marx.

De acordo com o paisagista Barbosa, o paisagismo não é apenas a criação de jardins através do plantio desordenado de algumas plantas ornamentais. Muito mais do que isso é a técnica artesanal, aliada à sensibilidade, procurando reconstituir a paisagem natural dentro do cenário devastado pelas construções. E para que tal técnica seja bem sucedida, requer conhecimentos de botânica, ecologia, variações climáticas regionais e estilos arquitetônicos, sendo também importante o conhecimento das compatibilidades plásticas para o equilíbrio das formas e cores. Desse conjunto resulta a base para a idealização de um projeto harmônico do paisagismo de cada área, utilizando-se espécies de plantas que sejam, além de ornamentais, compatíveis com as condições do clima, solo e cenário do local, onde será implantado o jardim.

O paisagismo tem como finalidade a integração do homem com a natureza, proporcionando-lhe qualidade de vida pelo equilíbrio com o meio ambiente. Não envolve apenas uma questão de estética e sim de meio ambiente e saúde.

O mesmo pode-se aplicar em jardins residenciais, quintais, varandas, na parte interna da residência conciliado com o designer de interior, e também em regiões comerciais e industriais.

Este artigo demonstra apenas uma das diversas vertentes que um profissional do paisagismo pode atuar.

Tenham um bom dia.

Estes são de Daniel Matos (Biólogo e Paisagista)

Brasilia

imagem Aterro do Flamengo-RJ
Aterro do Flamengo - RJ Palácio da Alvorada


Veja outros artigos de Daniel Felipe Matos

Configuração mínima: 800x600. Recomendamos o Mozilla Firefox. Clique aqui para baixar a versão 1.5
Criação e manutenção Artimanha